IndicarIndique este portal FavoritarAdicionar aos favoritos


 

Centro Piloto de Aperfeiçoamento e Especialização Contábil “Senador João Lyra”


Inaugurado no dia 9 de julho de 1971, o Centro Piloto de Aperfeiçoamento e Especialização Contábil “Senador João Lyra” – Cepaec tem o objetivo de oferecer aos profissionais da Contabilidade cursos e palestras com conteúdo atualizado e de grande relevância à sua formação e aperfeiçoamento. As atividades são ministradas por profissionais especializados e de reconhecida competência técnica.

Em mais de 40 anos de atuação, o Cepaec já capacitou milhares de profissionais por meio de cursos, palestras e eventos que promovem a educação continuada, se destacando pela qualidade de ensino e pelos valores acessíveis oferecidos aos associados, filiados e frequentadores do Sindicato dos Contabilistas de São Paulo – Sindcont-SP.

Para mais informações, confira a programação disponível no Portal ou entre em contato com o Centro Piloto de Aperfeiçoamento e Especialização Contábil “Senador João Lyra” – Cepaec por meio dos telefones (11) 3224-5124 ou 3224-5125 ou e-mails cursos@sindcontsp.org.br ou cursos3@sindcontsp.org.br.

 

Quem foi o Senador João Lyra?

 

“Finalmente, a Classe, através desta entidade, após decorridos 45 anos, presta uma das suas mais justas, sinceras e significativas homenagens. Homenagem póstuma ao saudoso e inolvidável contabilista João Lyra, Senador da República e 1º Presidente do Conselho Perpétuo de Registro Geral dos Contabilistas Brasileiros.”

Assim, o Presidente do Sindicato dos Contabilistas de São Paulo – Sindcont-SP, na gestão 1969-1971, o contabilista Francisco Catalano Junior, se referiu ao Senador João Lyra, por ocasião da inauguração do Centro Piloto de Aperfeiçoamento e Especialização Contábil “Senador João Lyra” - Cepaec, em 9 de julho de 1971.

O Senador João Lyra Tavares foi uma das figuras mais emblemáticas da Contabilidade brasileira. Também conhecido como o Patrono da Classe Contábil, nasceu em 23 de novembro de 1871, na cidade de Goiana/PE, e faleceu em 30 de dezembro de 1930.

Filho de Feliciano de Lyra Tavares e Maria Rosalina de Albuquerque Vasconcelos, aos três anos, mudou com os pais para a cidade de Macaíba, no estado do Rio Grande do Norte. Onde se destacou por sua capacidade oratória em defesa do abolicionismo e da república.

Residindo em Recife/PE entre os anos de 1895 e 1902, foi guarda-livros e chefe de escritório em duas grandes firmas na época, Lyra Tavares e Fabrício & Cia. Também se destacou como comerciante, fundou uma Associação de Guarda-Livros e foi membro da Associação Comercial do Recife.

No período de sua permanência na Paraíba, entre os anos de 1902 a 1914, foi eleito deputado estadual e foi o relator das despesas e receitas do Estado.

Atuou amplamente na política, foi professor, historiador e economista, autor de obras. Em 1914, a convite do então ministro Rivadávia Corrêa, visita a cidade do Rio de Janeiro, na época capital da República, onde participou de uma Comissão responsável por estudar a reorganização da Contabilidade do Tesouro Nacional.

No ano seguinte, João de Lyra Tavares foi eleito Senador pelo Rio Grande do Norte, cargo que ocupou até o fim de sua vida. No Senado, foi membro eminente da Comissão de Finanças e sempre ressaltou os benefícios que a sociedade brasileira teria com o reconhecimento de uma classe de contadores públicos.

A regulamentação definitiva da profissão contábil viria a se concretizar em 1926, por iniciativa do Senador. Graças à sua atuação, foi criado o Registro Geral de Contabilistas Brasileiros, marco definitivo para o processo de organização dos contadores com formação em nível superior, com bases profissionais que culminaram com a criação do sistema CFC/CRCs (Conselho Federal de Contabilidade e os conselhos regionais), ocorrido cerca de 20 anos depois, e a regulamentação à época dos cursos técnicos de Contabilidade.

Em 25 de abril de 1926, em agradecimento ao Senador João Lyra, contabilistas de São Paulo patrocinaram um jantar no Hotel Thermus, ocasião em que, por aclamação, passou a ser considerado “Presidente do Supremo Conselho da Classe dos Contabilistas”, ao que, em seu discurso de agradecimento institui “Dia do Contabilista”: “Trabalhemos, pois, bem unidos, tão convencidos de nosso triunfo, que desde já consideramos 25 de abril o Dia do Contabilista Brasileiro”.

 

Informações gentilmente concedidas pelo historiador Anderson Tavares, sócio fundador do Instituto Norte-Rio-grandense de Genealogia membro do Instituto Pró-Memória de Macaíba, do Centro Norte-Rio-grandense do Rio de Janeiro e da Academia Macaibense de Letras, sobrinho do Senador João Lyra Tavares e articulista do blog de sua autoria www.historiaegenealogia.com.