IndicarIndique este portal FavoritarAdicionar aos favoritos
Notícias

Último dia da 25ª Convecon começa com palestra da RFB

Postado em 11/10/2017.

Painel com a Receita Federal do BrasilNesta quarta-feira (11), o último dia da 25ª Convenção dos Profissionais da Contabilidade do Estado de São Paulo – Convecon já começou com uma palestra da Receita Federal sobre as mudanças que o órgão pretende realizar no seu relacionamento com os contribuintes.

A palestra foi coordenada pelo presidente do Sescon-SP, Márcio Massao Shimomoto, em parceria com o presidente do Sindicato dos Contabilistas de São Paulo – Sindcont-SP, Antonio Eugenio Cecchinato, que intermediaram as perguntas enviadas pelo público aos representantes da Receita federal.

Na ocasião, Luiz Claudio Rodrigues de Carvalho e Fábio Kirzner Ejchel explicaram que a forma como o fisco se comunica com o contribuinte está em um momento de transição. A ideia é construir uma linha direta entre o órgão e os Contadores, por meio de um sistema que já está sendo implementado.

“Essa palestra já faz parte da mudança que procuramos dentro da Receita, porque estamos próximos a vocês, que conhecem bem as empresas dos seus clientes e as dificuldades enfrentadas por elas nessa relação com o fisco”, disseram os palestrantes, que salientaram que o intuito do órgão é acompanhar a carteira de clientes do Contador.

Empreendedorismo

Antoninho Marmo Trevisan em palestra na 25ª ConveconAntoninho Marmo Trevisan, Contabilista e empreendedor na educação contábil, foi convidado pelo Sindcont-SP a explanar o tema “Desafios e oportunidades do empreendedorismo contábil no Brasil”. Assim, o palestrante lembrou aos Contadores que o período de crise econômica pela qual o país passa não será eterna e que as empresas têm que se preparar para quando o investidor chegar.

O palestrante ressaltou também a importância de se atualizar às tendências do mercado e de focar em uma única especialidade, tornando-se uma referência no segmento escolhido. “As empresas estão intensificando as parcerias com as startups, então é preciso que o Contador, a exemplo destes novos empreendimentos, segmente os seus serviços e tenha contato direto com os seus clientes, cativando-os, como fazem os bons vendedores”, destacou.

Sobre o desejo que muitos profissionais têm de abrir seus próprios negócios, Trevisan alertou que apenas querer não é o suficiente para crescer: é preciso competência e foco para perpetuar o negócio. “Eu sou empresário com foco em educação contábil. Não posso ser um auditor ao mesmo tempo, preciso concentrar meus esforços no meu negócio”, explicou o profissional.

 

Diretoria do Sindcont-SP na 25ª Convecon

Visite-nos no LinkedIn! Curta nossa página no facebook!



Texto: Katherine Coutinho e Bruna Raicoski
Fotos: Bruna Raicoski
Edição: Lenilde De León

De León Comunicações