Notícias

9 benefícios do pilates para a saúde

Postado em 07/03/2019.

 

Cada vez mais popular, o Pilates é uma atividade física que traz vários benefícios à saúde. Por ser um treinamento diferente da tradicional musculação, com o tempo ganhou a atenção daqueles que não gostam de musculação, mas querem se exercitar e manter os músculos tonificados.

De acordo com o educador físico Eric Haddad, diretor técnico do Instituto do Movimento EVOMOVE, o Pilates se encaixou muito bem para quem convivia com dores pelo corpo, pois é uma forma que, se feita em um ambiente controlado e supervisionado por um profissional, proporciona segurança e melhora aos problemas.

“O Pilates é indicado para todos, pois desenvolve determinados movimentos e características fisiológicas que precisamos para viver bem. Um exemplo disso é a capacidade de controlar os movimentos com força lenta, controlando o peso do próprio corpo, principalmente na modalidade que utiliza o solo executar os exercícios”, explica o especialista.

Haddad conta que atualmente a grande procura pelo Pilates não é caracterizada por faixa etária, e sim por um perfil de pessoas que optam por uma atividade regular com curto tempo de duração, que seja segura e orientada, além de proporcionar benefício estético e melhora do movimento no dia a dia.

Benefícios do Pilates para a saúde

1.      Alivia o estresse

2.      Aumenta a flexibilidade

3.      Tonifica os músculos

4.      Fortalece a região abdominal que, quando forte, ajuda a prevenir dores nas costas

5.      Melhora o equilíbrio

6.      Corrige problemas posturais

7.      Ajuda a tratar dores crônicas

8.      Colabora para aliviar tensões

9.      Proporciona mais segurança muscular para as atividades normais do dia a dia

“É fundamental praticarmos atividades que atendam às necessidades da estrutura do nosso corpo como seres humanos. As lesões por exemplo, quando aparecem em meio à atividade escolhida, podem ocorrer por diversos fatores, porém, é preciso estar atento, independentemente do tipo de atividade escolhida”, explica o educador físico. “É preciso sempre optar por atividades que não exponham a pessoa a um nível de fadiga excessivo por grande quantidade de tempo”, finaliza.

Revisão técnica

Prof. Dr. Max Grinberg
Núcleo de Bioética do Instituto do Coração do HCFMUSP
Autor do blog Bioamigo

Fonte: Coração e vida e Qualicorp (https://bit.ly/2NMWmrJ)

 

Visite-nos no LinkedIn! Curta nossa página no facebook!



Texto: Coração e Vida e Qualicorp
Fotos: Qualicorp
Edição:

Comunicação Sindcont-SP