Notícias

Fernanda Moreira: A Contabilidade só tem a ganhar com a participação feminina

Postado em 20/03/2019.

Ser mulher não é algo fácil. Por mais que muitos aspectos já tenham evoluído, a verdade é que normalmente as profissionais da Contabilidade enfrentam mais obstáculos para crescer do que seus colegas de profissão do gênero masculino. E esta é uma realidade questionada pela contadora Fernanda Moreira.

Atual manager da Financial Services da KPMG Brasil, Fernanda Moreira teve que trabalhar arduamente para chegar ao posto que ocupa hoje. Algo compartilhado por ela na comemoração ao Dia Internacional da Mulher, realizada pelo Sindicato dos Contabilistas de São Paulo – Sindcont-SP deste ano.

Desafios

Quando decidiu estudar, fazer uma graduação, Fernanda, que na época já era casada e morava em São Paulo, precisou enfrentar dois desafios: a falta de recursos e a falta de apoio do seu marido.

“Sou carioca, mas mudei para São Paulo há anos. Eu não tinha dinheiro pra pagar a faculdade e meu marido era contra o meu ingresso no bacharelado. Mas lutei, arrumei um emprego e pedi ajuda ao reitor da faculdade onde estudava. Ele me deu uma bolsa de 60% por alguns meses. No terceiro ano, ganhei bolsa integral. Até que passei na prova de trainee na KPMG, que do quarto ano pra frente pagou a minha faculdade”, relata a profissional.

Hoje, a auditora já está a 17 anos na empresa e no mercado de auditoria, sendo formada em Ciências Contábeis, com especialização em Contabilidade Internacional na FIPECAFI - Fundação Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais e Financeiras, MBA em Gestão de Projetos pelo IBMEC – Instituto Brasileiro de Mercado de Capitais e atualmente cursando MBA em Controladoria e Finanças no Insper – Instituto de Ensino e Pesquisa. Por isso, a profissional considera que a Contabilidade mudou a sua vida.

“Acredito que muitas mulheres hoje passem por isso, com maridos colocando barreiras para que elas façam o que elas realmente gostam, esperando que elas apenas se adaptem ao caminho deles. E estas barreiras precisam ser quebradas, mas não brigando. É necessário encontrar um caminho que seja bom para todos, porque não adianta ter a vitória e não ter com quem compartilhá-la. Assim como não é benéfico abrir mão de um sonho”, salientou.

Assim, um dos principais desafios enfrentados pelas mulheres no mercado de trabalho é conciliar carreira com maternidade e casamento. “É muito difícil, mas tenho certeza que toda mulher consegue sim vencer esta sociedade dinâmica que vivemos hoje. Claro que não existem pessoas multitarefas, mas existem pessoas fazendo o que gostam a todo momento, uma coisa de cada vez”, afirmou a contadora que, além de casada, tem dois filhos.

Evolução

Por mais que ainda haja muito a ser mudado, já houve uma grande evolução no papel das mulheres dentro da Contabilidade. Segundo Fernanda, a profissão de auditoria não é mais tão masculinizada como era há alguns anos. “Hoje as empresas de auditoria já contratam algo em torno de 50% mulheres e 50% homens, para garantir a diversidade no mercado de trabalho, o que favorece o crescimento e o desenvolvimento da profissão. O mundo está mudando, mas ainda tem que melhorar muito, o que vai acontecer com a inclusão digital, a disseminação do conhecimento e mais mulheres fazendo a diferença neste mercado”.

 

Visite-nos no LinkedIn! Curta nossa página no facebook!



Texto: Katherine Coutinho
Fotos:
Edição: Lenilde De León

De León Comunicações